Seja cordial

Postado em 10/03/2021 por Luis Antônio Schneiders

Frequentemente são divulgados casos de grande repercussão decorrentes de posts polêmicos que geram impacto negativo, provocando a perda de emprego, dano à imagem ou reputação de empresas. Pensando nisso:

> Evite postagens com indiretas, com reclamações, que sejam polêmicas e provocantes;

> A segurança em redes sociais e em smartphones depende da união dos elementos tecnológicos e comportamentais e;

> Zele pela imagem e reputação pessoal e da sua empresa.

Lembre-se: você não controla se outra pessoa capturou a tela e compartilhou com outras pessoas ou grupos.

“O amigo do seu amigo pode não ser seu amigo”.

Evite posts sobre o seu ambiente de trabalho, telas de computadores ou mesmo da mesa de trabalho. Embora isso pareça uma questão de baixa relevância, tais imagens podem revelar dados em documentos, telas, gráficos, credenciais de usuários e dados sensíveis da organização.

Também podem constranger pessoas ou expô-las indevidamente.

Utilize o bloqueio de acesso aos dispositivos móveis.

Deixe o seu dispositivo sempre bloqueado enquanto não estiver em uso e, para liberá-lo, utilize senhas fortes e/ou padrões não triviais e/ou biometria.

Por estar sempre ao nosso alcance, temos a sensação de que nada irá acontecer com os nossos dispositivos móveis e que estamos seguros. Temos que considerar, contudo, que eles estão sujeitos a extravio, roubo ou ainda acessos não autorizados.

Aplique autenticação em dois-fatores

Os grandes nomes das redes sociais assim como Google, Facebook, Twitter, LinkedIn, já incentivam a política de autenticação em dois-fatores, incorporando uma camada adicional de segurança em suas contas, como por exemplo, uso do cartão bancário seguido de um código PIN.

Use sempre que possível.

Evite utilizar redes abertas e desprotegidas

Não se conecte em contas corporativas a partir de redes abertas que não implementam protocolos de segurança, pois as suas credenciais (login e senha) e demais dados podem ser interceptados. Isso vale para home banking e demais aplicativos.

Está em dúvida sobre o conteúdo de um site?

Pode ser um site malicioso?

– Busque informações sobre o mesmo e, persistindo dúvidas, não acesse nenhum serviço, não faça download de nada e saia imediatamente da página.

O seu “clique” pode ser o ponto de partida de um incidente

O seu “clique”, “toque com o dedo” ou “tecla enter” podem permitir acessos indevidos aos seus dispositivos, fazer download de arquivos ou softwares maliciosos, direcioná-los a sites maliciosos, expor dados pessoais e profissionais sensíveis.

Se você não conhece ou não confia, não acesse. Observe tudo atentamente e pondere, mesmo que seja muito tentador.

Remova os acessos concedidos a aplicativos que acessam contas Google, Facebook, entre outros

Muitos dos incidentes de segurança envolvendo redes sociais ocorrem a partir de acessos a uma aplicação de empresa terceira utilizada para gerenciar as redes sociais.

Assim, delete tudo o que não é mais necessário da lista de aplicações permitidas. Não tenha medo, pois, caso algum acesso legítimo seja removido, basta adicioná-lo novamente.